Bruno De Luca e Ariadna falam sobre preconceito sofrido por pessoas trans em live: “Hoje sou forte por tudo que passei”

Bruno de Luca e Ariadna

O debate iniciado pelas participantes do ‘No Limite’, Irís Stefanelli e Ariadna Arantes, ainda rendeu mais assunto na live do apresentador Bruno De Luca, que abriu espaço para o tema tão necessário. A transmissão aconteceu na última quarta-feira (28), pelo instagram do Multishow, que sempre recebe os eliminados da semana do reality. Na conversa, Ariadna voltou a abordar o tema.

“Todos os dias sai nos jornais que mulheres trans são assassinadas, que mulheres trans não conseguem emprego, tem que se prostituir, são expulsas de casa. Eu vivi todas essas experiências. Fui expulsa de casa com 14 anos, eu sofri tentativa de assassinato dentro da minha família, fui acusada de roubo dentro da minha família sem eu ter roubado, fui estuprada duas vezes, tive que me prostituir. Isso não faz de mim uma pessoa cruel, ruim, psicopata, mas eu sei a minha história, sei o que eu vivi”, afirma Ariadna.

“Quando compartilho isso com vocês, não to falando para me sentir vítima, estou contando a minha história. Se hoje sou uma pessoa forte, foi por tudo que eu passei. E se você escuta isso de mim, não vai vir me falar ‘ai Ariadna, será que é verdade mesmo?’. Pelo amor de deus. É chato ter que ficar explicando coisas que estão na mídia, na TV e na internet o tempo todo. Não vê quem não quer”, disse a participante.

Bruno compreende a fala de Ariadna: “Muitas pessoas não entendem o que você passou, o que pessoas trans passam e falam esse tipo de coisa ‘ah podia ter estudado’”, disse o apresentador.

A discussão entre Íris e Ariadna começou durante um debate no programa sobre prostituição. “Ontem a Ariadna contou um pouco da vida dela. Uma vida muito difícil e foi de doer o coração. Aí, hoje, na discussão sobre prostituição entre homens e mulheres, eu falei ‘gente, tem que tentar caminho pra vida menos arriscado”, disse a loira enquanto falava sozinha com a produção.

Depois, já no acampamento, Íris voltou a falar sobre o assunto ao afirmar que era preciso focar nos estudos e até prestar concurso para fugir do mundo da prostituição. A fala de Íris incomodou Ariadna, que não gostou nada de ver a colega de elenco julgando as escolhas de vida das pessoas. “Amiga, não julga. Isso é julgamento… Eu fui entregar currículo, corri atrás, mas ninguém aceitava, não tinha nada e você acha que eu fui pra onde para não ser posta fora de casa? Lá para a esquina de onde eu morava. Eu tive opção? Não tive opção”, rebateu a maquiadora.

Artigo anteriorPRÓXIMO ARTIGO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Jogo da Discórdia repercute na madrugada com muito papo e até choro

Jogo da discórdia bbb

Com muita gente incomodada com o que foi dito e entregue, é claro que a dinâmica repercutiu muito madrugada adentro. Teve muita conversa, reclamação, discussão sobre o jogo e até choro.

A dinâmica desta segunda-feira, (01), consistia em entregar duas plaquinhas com adjetivos para os demais confinados – poderia ser para pessoas diferentes ou para a mesma. As opções eram: inútil, duas caras, hora extra, leva e traz, oportunista, turista, tóxico, pipoqueiro, fraco e hipócrita.

Após ter encerrado o papo com Juliette, Lumena foi repercutir com Gilberto, que questionou como havia sido. A DJ e psicóloga baiana deu a sua versão sobre os fatos e disse que de boas intenções o mundo está cheio:

“Ela se preocupa mais com ela, com a opinião dela, em ser ouvida. É isso que eu consigo visualizar”.

Sony Channel confirma sexta temporada de Shark Tank Brasil

Shark Tank Brasil

O Sony Channel confirmou a produção da sexta temporada do Shark Tank Brasil, e a abertura das inscrições para empreendedores que desejam participar do reality, já disponível no site do Sony Channel. As inscrições devem ser feitas até 30 de maio.

Programada para começar a ser filmada ainda este semestre, a sexta temporada de Shark Tank Brasil contará com 13 episódios, que – assim como as temporadas anteriores – será uma coprodução entre Sony Pictures Television (SPT) e Floresta Produções.

Com grande aceitação no Brasil, o popular reality show de negócios e empreendedorismo já atingiu mais de 10 milhões de pessoas * no país nos últimos cinco anos. Atualmente, o canal do programa no YouTube reúne mais de 400.000 assinantes. Nas últimas cinco temporadas, o Sony Channel exibiu 74 episódios do Shark Tank Brasil, com um total de 296 negócios apresentados aos Sharks.

A premiada franquia Shark Tank é baseada no reality Dragons’ Den, criado pela Nippon TV, no Japão, e distribuída ao redor do mundo pela SPT. O programa oferece a empreendedores a oportunidade de lançar suas ideias de negócios para grandes investidores, conhecidos como “Tubarões”, na esperança de conseguir fundos de investimento. Dragons’ Den foi adaptado com êxito e já cativou audiências em mais de 40 territórios em todo o mundo, incluindo Austrália, Canadá, França, Alemanha e Estados Unidos.

Most Popular Topics

Editor Picks