conecte-se conosco

Cultura

Tem música, dança e humor esta semana no Teatro Oficina do Estudante Iguatemi Campinas

Publicado

ㅤem

Fabio Rabin

A programação desta semana do Teatro Oficina do Estudante Iguatemi Campinas começa com música e dança. Nesta quinta-feira, dia 14, às 20h, o show “Abba Majestat”, faz um tributo ao grupo sueco de música pop, que surgiu em meados dos anos 1970. Os ingressos custam R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia-entrada). A classificação etária é livre. As compras antecipadas devem ser feitas no site www.ingressodigital.com e na bilheteria no Teatro. Informações pelo telefone (19) 3294-3166. O Teatro Oficina do Estudante Iguatemi Campinas fica no 3º Piso do Shopping Iguatemi Campinas (Av. Iguatemi, 777, Vila Brandina).

O grupo Abba ganhou popularidade ao empregar ritmos cativantes em suas canções, com letras simples e um som único, caracterizado pela harmonia das vozes femininas e da técnica “wall of sound”, efeito criado pelo produtor musical Phil Spector.  Após dois anos de estudos, pesquisas e laboratório, buscando a excelência em cada detalhe artístico e musical da original, foi criada a banda “Abba Majestät”, formada pelos cantores Manuela Perez (Agnetha Fältskog), Meg Melo (Anni-Frid “Frida” Lyngstad), João Said (Benny Andersson) e Daniel Costa (Björn Ulvaeus). Os trajes autênticos e réplicas fiéis compõem mudanças de figurino hipnotizantes.

Uma Noite de Tango, é a atração da sexta-feira, dia, às 21h. O show musical conta a evolução do tango por meio da dança e de seus grandes compositores e autores, reunindo em cena 12 bailarinos e um cantor argentino. O espetáculo narra histórias de amores, sonhos, prazeres, dores e desencontros, tendo como contraponto o bailado dos casais, celebrando a beleza estética, a paixão, a força, o calor e a sensualidade. São 75 minutos de duração. A direção geral é de Nelson Lima e, a direção artística, de Márcia Mello. A produção é da Teatro GTOs ingressos custam R$ 120,00 (inteira) e R$ 60,00 (meia-entrada). A classificação etária é livre.

Humor e infantil

A dupla de palhaços mais amada do Brasil, Patati e Patatá, apresenta um espetáculo com duração aproximada de 70 minutos nos dias 16 e 17 (sábado e domingo), às 15h. Os ingressos custam R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia-entrada). No espetáculo, muitas canções já conhecidas, como Dança do Macaco, Dança do Lôro e Ronco do Vovô, além de grandes clássicos do universo infantil. No palco, os palhaços são acompanhados por dançarinos, em um cenário colorido.

No sábado, dia 16, às 19h (sessão extra) e às 21h, o humorista Diogo Almeida apresenta o espetáculo “Vida de Professor II – Segunda Chamada” Os ingressos custam R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00. O espetáculo tem 80 minutos de duração e classificação etária de 12 anos. Nesse stand-up, Diogo Almeida retrata o cotidiano dos professores e profissionais da área da Educação e suas particularidades. O humorista relata cinco histórias do cotidiano escolar, conta suas peripécias que fazia quando ainda estudava, relata a relação com a sua mãe professora e, ainda, a relação com seus colegas de profissão. As histórias pedagógicas são contadas no palco de forma descontraída.

Diogo Almeida é formado em Rádio e TV e em Jornalismo, além de Gestão de Pessoas e pós em Administração pela PUC. Entrou para a vida docente há cinco anos, ministrando aulas para jovens e adolescente. Atuou na coordenação pedagógica e foi casado com uma professora. Por tudo isso, possui muita afinidade e identificação com a vida dos professores.

O artista começou sua carreira no humor há 6 anos em Curitiba, onde ganhou o primeiro campeonato paranaense de stand up. Já se apresentou nas casas mais tradicionais de stand up do país:  Curitiba Comedy Club, Comedians, Beverly Hills e Hillarius. Em seus textos, sempre relatou o cotidiano das pessoas e, esse ano, decidiu retratar a vida dos profissionais da Educação e suas particularidades. Seus vídeos ganharam grande notoriedade dentro do segmento educacional devido a identificação gerada pelos temas e somam mais de 10 milhões de visualizações nas redes sociais.

           

Fechando a semana, no domingo, dia 17, às 19h, Fábio Rabin apresenta “Tá Embaçado!”, o quarto stand-up comedy solo de sua carreira. Os ingressos custam R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia-entrada). O humorista tem agenda também nos dias 24 e 31, no Teatro Oficina do Estudante Iguatemi Campinas.O título do show reflete o momento da vida de um homem que tenta escapar da rotina para salvar o seu relacionamento, mas enfrenta dificuldades enormes como a TPM (Tensão Pré Menstrual) da esposa e da própria falta de sensibilidade em seu casamento. Além disso, precisa criar uma filha que está crescendo e começando a questionar o mundo para um pai que, quase sempre não tem as respostas certas.

Talvez este seja seu show mais polêmico, pois além da família, aborda grandes tabus, como drogas, preconceito e o “politicamente correto”, que tenta impor ao comediante limites em sua criatividade. A política se mantém muito presente neste show, com textos sobre atualidades do país e do mundo, fator que colocou o comediante em destaque no cenário do humor nacional nos últimos tempos. “Eu tento enxergar o lado cômico em todas as desgraças que nos cercam, e que são muitas! Afinal de contas “tá embaçado”, né?, diz o humorista.

Serviço

Teatro Oficina do Estudante Iguatemi Campinas

Local: 3º Piso do Shopping Iguatemi Campinas (Av. Iguatemi, 777, Vila Brandina), em Campinas.

Vendas: Bilheterias do Teatro e no site www.ingressodigital.com

Informações pelo telefone (19) 3294-3166

Programação de outubro

Dia 14, quinta, às 20h

Abba Magestat

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia-entrada)

Classificação etária: livre

Dia 15, sexta, às 21h

Uma Noite de Tango

Ingressos: R$ 120,00 (inteira) e R$ 60,00 (meia-entrada)

Classificação etária: livre  

 Dias 16 e 17 (sábado e domingo), às 15h

Patati Patatá           

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia-entrada)

Classificação etária: livre

Dia 16, sábado, às 19h (extra) e às 21h

Diogo Almeida – Vida de Professor II

Ingressos: R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia-entrada)

Classificação etária: 12 anos

Dias 17, 24 e 31, domingos, às 19h

Fabio Rabin – Tá embaçado

Ingressos: R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia-entrada)

Classificação etária: 14 anos

Dia: 23, sábado, às 19h

Thiago Ventura – Modo Efetivo 

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia-entrada)

16 anos

Dia 24, domingo, às 15h

Queen para Crianças

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia-entrada)

Classificação etária: livre

Dia 28, quinta-feira, 20h

Grupo Espaço Dançar – “Mundo Caduco”

Ingressos: R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia-entrada)

Classificação etária: livre

 Dias 29 e 30, sexta, às 21h, e sábado, às 21h30    

Bye Bye Bangu (comédia)

Ingressos: R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia-entrada)

Classificação etária: 14

 Dia 30, sábado, às 15h

Chapeuzinho Vermelho – uma Surpresa para o Lobo

Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia-entrada)

Classificação etária: livre

Dia 31, domingo, às 15h

O Menino Maluquinho

Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia-entrada)

Classificação etária: livre

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Mano Brown e Djonga fazem encontro de gerações no Original Spotify Mano a Mano

Publicado

ㅤem

No episódio desta semana do podcast Original Spotify Mano a Mano, Mano Brown conversa com o rapper Djonga. Eles compartilham suas paixões pela música, pelo futebol e por suas famílias em um encontro de gerações. O papo entre os rappers, também amigos, vai ao ar nesta quinta, 21, só no Spotify.

Mano Brown relembra momentos, feriados e muitos dias em que a família não esteve em primeiro plano para fazer o sonho da música dar certo. “Eu não tenho saudade do que já passou no rap. Não tenho desprezo nem desrespeito, mas não tenho. O agora está melhor pra mim. Muita coisa eu não tive, renunciei muita coisa. E hoje em dia, são coisas que eu não negocio mais, nem pela fama, nem pela música, por nada. Não abro mais mão”.

Djonga, que também é pai, contou momentos difíceis que teve no começo da carreira. “Teve uma época que eu não conseguia estar com ninguém da minha família, em que eu só conseguia pensar em fazer o ‘bagulho’ virar. Eu estava desesperado,” comentou o rapper. Ele disse ainda que, para os artistas, a família é sempre uma parte difícil, não importa quanto tempo passe.

Quando o assunto é música, os MCs pontuaram como cada vez mais o trap tem ocupado espaço no cenário brasileiro e que, neste quesito, não existe preconceito, os artistas têm mesmo é que experimentar novos gêneros e abordagens. “Música, não tem essa onda. É igual roupa! Não tem por que o Dexter não fazer trap,” opinou Brown.

O podcast Original Spotify Mano a Mano, conduzido por Mano Brown, tem novos episódios toda quinta-feira. Ao todo, são 16 episódios e cada um deles traz uma conversa direta, sem censura, com personalidades do esporte à política, da música à religião.

Continue lendo

Cultura

Ao completar 89 anos, Ziraldo tem filme viabilizado pelo Curta! na 45ª Mostra SP

Publicado

ㅤem

Em 24 de outubro, Ziraldo completa 89 anos de uma vida profissional intensa como cartunista, pintor, escritor, dramaturgo, poeta, cronista, apresentador e jornalista. Referência nos quadrinhos e na literatura infantil, é dele um dos personagens brasileiros mais célebres, o “Menino Maluquinho”. Como presente para o público poucos dias após seu aniversário, o artista tem sua trajetória retratada no documentário “Ziraldo – Era Uma Vez Um Menino”, dirigido por sua filha Fabrízia Pinto. Viabilizado pelo Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual, o filme será exibido pela primeira vez na 45ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, em sessões nos dias 2 e 3 de novembro. Depois disso, passará por outros festivais até estrear na TV, com exclusividade, no canal Curta!, em 2022.

Dirigido por Fabrízia Pinto (“Menino Maluquinho 2: A Aventura”, 1998 – codireção; “Beleza S/A”, 2013; “Motel”, 2016), o documentário conta a história de Ziraldo através de depoimentos e entrevistas concedidos por ele mesmo, ao longo de mais de 40 anos. Assim como sua vida se confunde com sua obra, o relato é entrelaçado por sua vasta produção. O artista, com sua própria voz e emoção, também faz reflexões sobre temas como processo criativo, os personagens que criou, família, política e a situação do Brasil. O roteiro é de Fernanda Polacow e Julia de Abreu; fotografia de Carlos Chaves, Tomaz Viola; montagem de André Alves Pinto e Gustavo Ribeiro; música de Antonio Pinto e produção de Marcela Sá e Nina Luz.

“Ziraldo – Era Uma Vez Um Menino” é um filme da Lumen Produções. Durante a Mostra SP, estará na categoria “Apresentação Especial”, que conta com filmes de realizadores renomados com temáticas especiais, clássicos restaurados, curtas-metragens, obras que tratam de assuntos urgentes e que são, por vezes, inclassificáveis. Além dos trabalhos das personalidades homenageadas pela Mostra, a “Apresentação Especial” faz um apanhado múltiplo e polifônico do panorama cinematográfico atual. É de uma obra de Ziraldo a imagem que ilustra o cartaz e a vinheta desta edição da Mostra.

Serviço:

ZIRALDO – ERA UMA VEZ UM MENINO

De Fabrizia Pinto (100′). BRASIL. Falado em português. Indicado para: 14 anos.

ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA – AUGUSTA – SALA 1 – 02/11/21 – 21:15 – Sessão: 652 (Terça)
ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA – FREI CANECA – SALA 1 –  03/11/21 – 16:20 – Sessão: 703 (Quarta)

Continue lendo

Cultura

Primeira edição do festival ID:Rio valoriza a moda, música e empreendedorismo do Rio de Janeiro com uma extensa programação

Publicado

ㅤem

Trazendo um novo conceito de festival de moda a partir de uma proposta multiplataforma, o ID:Rio concluiu sua primeira edição com grande sucesso, movimentando o setor de moda do Rio de Janeiro. Realizado na cidade de Niterói, o evento promoveu durante o último fim de semana (de 15 a 17 de outubro) uma extensa programação de palestras, apresentações musicais, oficinas e desfiles inéditos.

“O ID:Rio esteve de braços abertos recebendo o público em diversas atividades online e presenciais. Nosso evento teve como objetivo fomentar o empreendedorismo, incentivando o trade de moda local e regional, promovendo a geração de renda e a economia criativa. Foi um grande sucesso que pretendemos trazer em uma nova edição”, destaca Claudio Silveira, idealizador do ID:Rio.

No primeiro dia de painel de debates, o público teve acesso às palestras “Posicionamento e estratégias digitais em moda”, “Cases de Inovação e empreendedorismo em moda infantil”, “A Moda Transforma” e à mesa redonda “Economia Circular e sustentabilidade no Mundo da Moda”.

O segundo dia do festival ID: Rio promoveu novas palestras ao longo do dia, trazendo o que há de mais moderno nas discussões sobre consumo, processo criativo, estratégias de marketing e empreendedorismo. Os temas foram: “Tudo sobre processo criativo: da ideia até a vitrine”, “WORKSHOP – UPCYCLE: Consumo e produção consciente”, “WORKSHOP SOMOS CAPACITAS: Empreendedorismo e encantamento de clientes”, “Estratégias para marcas iniciantes nas redes sociais” e o “O Perfil do empreendedor de sucesso e Somos Talk: histórias inspiradoras de empreendedorismo”.

O evento recebeu ainda desfiles colaborativos e inéditos, reunindo o melhor do beachwear produzido no estado, além de desfiles virtuais que foram transmitidos no evento reunindo marcas e designers dos polos produtivos de moda do Rio de Janeiro.

O festival promoveu também o primeiro dia de ID: Niterói Music, programação cultural focada em grandes nomes da nova música brasileira em shows gratuitos realizados no espaço da Reserva Cultural Niterói. Apresentaram-se os artistas Gabriel O Pensador, Hexotria, Mira Callado, Felipe Roale, Luiza Reis, Blood Mary, Thalita Pertuzatti, O Zunido e Rodrigo Santos. Os shows ocorreram no espaço da Reserva Cultural Niterói.

Saiba Mais

O Festival Multiplataforma ID:Rio é idealizado por Claudio Silveira, diretor do DFB Festival, e tem como público-alvo os profissionais de toda a cadeia produtiva da moda, novos empreendedores e alunos de estilismo, moda, design, administração, marketing e áreas afins.

O evento foi apresentado pela Enel Rio e teve como patrocínio a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado do Rio de Janeiro, correalização do Senac RJ, e apoio da Prefeitura de Niterói, Reserva Cultural Niterói, Melissa, Delfa, além de InovaOnze e Itabus como mídia sponsor. A realização foi da Equipe de Produção, responsável há 22 anos pelo DFB Festival, em Fortaleza/CE.

Continue lendo
Publicidade
agenda #fds!

Trending